UA-83912875-1
Estúdio ao Vivo Rádio ao Vivo
Inicial Últimas Notícias

Muita gente não tem lembrança ou não viveu a época do Black Eyed Peas sem Fergie, mas a verdade é que antes da loira aparecer o grupo já havia lançado dois álbuns como trio. Agora, will.i.am, Taboo e apl.de.ap retornam às origens em nova música. Este é o primeiro lançamento inédito desde “Don’t Stop The Party” de 2011. Em 2016, o grupo completo regravou o hit “Where’s The Love” para caridade.

“Street Livin’” não mostra apenas a atual formação temporária como também é um retorno ao som que o trio fazia antes do estouro do “Elephunk”: mais rap, menos hip-hop/eletro pop. “Nós temos o poder de fazer mudanças juntos. Prisão em complexos industriais. Imigração. Violência armada. Brutalidade da polícia. Esses problemas são críticos para a nossa família, amigos, comunidades e o mundo”, avisou o BEP no anúncio de “Street Livin’”.

Ouça abaixo:

Já fazia um tempo que as redes sociais do Black Eyed Peas insinuavam um retorno às origens enquanto o grupo estivesse trabalhando sem Fergie – afastada para divulgar o seu segundo álbum solo, “Double Dutchess”, e com um novo selo fonográfico. Rumores de que a cantora havia deixado de vez o Black Eyed Peas surgiram na época, mas foram desmentidos.

Fonte: Popline

Após passarem semanas no Top 50 do Spotify Global, no topo da parada do Youtube como a música mais ouvida na plataforma e outras atualizações no “ranking pré-Hot 100”, Maluma e Nego do Borel finalmente estrearam na principal parada dos Estados Unidos.

Na atualização completa da Hot 100 liberada na manhã desta terça-feira (9/1), “Corazón” aparece estreando na 92ª colocação.

“Corazón” foi a 10ª estreia da Hot 100 esta semana e ficou a frente de lançamentos do Keith Urban e até de faixa da trilha de “O Rei do Show”.

A melhor estreia é sem surpresas de “Finesse”, do Bruno Mars com Cardi B. O remix da música do álbum “24K Magic” debutou no ranking na 35ª colocação com apenas 24h de streaming e venda. “Never Be the Same”, da Camila Cabello, também retornou ao ranking liderado mais uma vez por Ed Sheeran e Beyoncé.

Vale ressaltar também os novo picos de “New Rules”, da Dua Lipa (#11); de “Meant to Be”, da Bebe Rexha com Florida Georgia Line (#24); e “End Game”, da Taylor Swift com Ed Sheeran e Future (#39).

Fonte: Popline

Simone e Simaria descobrem a real por trás da vida falsa de Whindersson Nunes no clipe de “Paga de Solteiro Feliz”. A música foi lançada na madrugada desta sexta-feira (5/1) e horas depois, o videoclipe chegou ao canal da dupla no Youtube.

Além do Youtuber, a namorada e cantora Luísa Sonza e, claro, Alok estão no clipe. Assista:

Este é o single sucessor de “Regime Fechado”, outro clipe gravado cheio de participações especiais. Ainda ano passado, Simone e Simaria emplacaram o super hit “Loka”, com Anitta.

Fonte: Globo

Mais de 40 esculturas de gelo representam os participantes da Copa do Mundo da Rússia durante um festival de inverno em Moscou. Entre elas, uma estátua de Cristiano Ronaldo faz referência a Portugal, assim como um samurai representa o Japão ou uma (reduzida) réplica gelada da Torre Eiffel retrata a França. Apesar das comparações com o busto que fez sucesso com a pouca semelhança com o melhor jogador do mundo, o resultado não ficou tão ruim assim – até por ter sido esculpido no gelo.

Estátua de gelo de Cristiano Ronaldo no Poklonnaya Gora em Moscou chama a atenção de fãs (Foto: Mladen Antonov / AFP)

Fonte: Globo

Segundo Michael Wolff, presidente americano não tem a menor credibilidade

WASHINGTON – O autor do polêmico livro sobre bastidores da Casa Branca que tem incomodado o presidente americano, Donald Trump, disse que o republicano não tem a menor credibilidade entre os funcionários do governo. Em sua primeira entrevista desde o surgimento de trechos de “Fire and Fury: Inside the Trump White House”, Michael Wolff afirmou que todos na equipe de Trump o descrevem da mesma forma:

— Todos dizem que ele é uma criança — afirmou o escritor em entrevista ao programa “The Today Show”, da rede NBC. — O que eles querem dizer com isso é que ele tem a necessidade de gratificação instantânea. É tudo sobre ele. Esse homem não lê, não ouve. Ele é como uma máquina de pinball, atirando para todos os lados.

Michael Wolff também afirmou ter falado por três horas com o magnata antes e depois de sua eleição para poder escrever o livro.

— Falei com o presidente, se ele se deu conta de que era uma entrevista ou não, não sei, mas não estava em ‘off’ (algo a ser mantido em sigilo) — confirmou Wolff, apesar de o presidente ter escrito na quinta à noite em seu Twitter que “nunca falou para um livro”.

O canal CNN revelou na quinta-feira que muitos legisladores americanos, a maioria democratas, consultaram uma professora de psiquiatria da Universidade de Yale, em dezembro, sobre a saúde mental do presidente Trump. Entre eles, no entanto, havia um republicano.

— Os legisladores disseram que estavam preocupados sobre o risco que representava o presidente, o risco que representava sua instabilidade mental para o país — disse à CNN a professora Brady Lee, editora do livro “O Perigoso Caso de Donald Trump”, uma série de ensaios de psiquiatras que analisam o estado psicológico do presidente dos Estados Unidos.

Trump afirmou que o livro de Wolff é “cheio de mentiras”, e seus advogados tentaram impedir o lançamento do livro, que estava previsto para a próxima terça-feira. No entanto, diante da iniciativa do governo, a editora Henry Holt antecipou para esta sexta-feira a publicação da obra. De acordo com o autor, o livro é baseado em 200 conversas com o presidente e membros de sua campanha que, muitas vezes, ofereceram relatos conflitantes.

‘Fogo e fúria’: o que está no livro que sacudiu a Casa Branca de Trump

Desde quarta-feira, a revelação de partes do livro levaram o presidente americano a adotar medidas revoltadas: rompeu publicamente qualquer relação com o ex-estrategista-chefe da Casa Branca, Steve Bannon, a quem acusou de “perder o juízo”. No livro, o ex-assessor classificou uma reunião com uma advogada russa — na qual nomes ligados à campanha presidencial de Trump, entre eles seu filho, Donald Trump Jr. e seu genro, Jared Kushner, buscaram informações comprometedoras contra sua então adversária, Hillary Clinton — como “uma traição” e “um ato antipatriótico”.

“Não há chance de que Don Jr. (filho mais velho de Trump) não tenha levado essas pessoas ao escritório de seu pai no 26º andar”, diz Bannon, segundo o livro. “Três nomes do alto escalão da campanha (Don Jr., Jared Kushner, e o ex-chefe de campanha, Paul Manafort) acharam que era uma boa ideia encontrar uma agente de um governo estrangeiro na Trump Tower sem qualquer advogado presente. Mesmo se você não acha que isso é traiçoeiro, ou antipatriótico, ou uma merda, e eu acho tudo isso, o FBI deveria ter sido chamado imediatamente.”

Michael Wolff dá entrevista à NBC sobre livro que sacudiu governo Trump

Fonte: Globo

Treinador seria apresentado pela seleção do Chile na próxima quinta-feira

No Chile, a chegada de Reinaldo Rueda para comandar a seleção local já é dada como certa. Nesta sexta-feira, o jornal “El Mercurio” publica que o treinador comunicará ao Flamengo na próxima segunda que não seguirá no clube. Logo depois, na quinta, ele seria apresentado oficialmente pela federação de futebol local.

De acordo com a publicação, só uma catástrofe evitaria que Rueda se tornasse o substituto de Juan Antonio Pizzi, demitido após o fracasso do Chile nas eliminatórias para a Copa. O colombiano ainda não disse ao Flamengo que está de saída porque pretende fazê-lo pessoalmente, na tentativa de não manchar a sua imagem, informa o “El Mercurio”.

Para fechar o acordo com o treinador, a federação chilena precisou melhorar a proposta financeira. Rueda receberá 3,2 milhões de dólares por ano (cerca de R$ 10,3 milhões), o triplo embolsado pelo seu antecessor e quase o dobro do que ganhava Jorge Sampaoli.

Na quinta-feira, o jornal “La Tercera” publicou outros detalhes do contrato entre Rueda e a seleção. Segundo o veículo, apesar de o compromisso ser válido até 2022, o colombiano teria aceitado a inclusão de uma cláusula que permitiria o rompimento do vínculo após a Copa América de 2019, em caso de campanha frustrante.

Embora esteja confiante de que conseguirá tirar o treinador do Flamengo, o Chile tem um plano B. Trata-se do argentino Eduardo Berizzo, que comandava o Sevilla na atual temporada até ser demitido, em dezembro.

Fonte: Globo

Spectre e Meltdown afetaram dispositivos; empresa afirma que vai lançar atualização.

A Apple confirmou nesta quinta-feira (4) que todos os iPhones, iPads e computadores Mac foram afetados por duas falhas de segurança em processadores.

As falhas, chamadas de Spectre e Meltdown, foram reveladas por pesquisadores nesta semana, mas já eram conhecidas pelo menos desde julho de 2017. Até agora, não há notícia de qualquer ataque que explore alguma dessas brechas.

Por ora, o que os donos de iPhones, iPads e Macs têm de fazer é manter atualizados os sistemas operacionais deles. Para sanar a falha Meltdown, a Apple já incluiu correções nas últimas atualizações do iOS e do macOS. Para contornar a brecha do Spectre, a empresa informou que vai lançar dentro de alguns dias uma correção em forma de atualização para o navegador Safari (veja o comunicado, em inglês, aqui).

  • Erro de design de chips da Intel pode permitir roubo de informação; correção pode causar lentidão
  • Falhas Meltdown e Spectre não atingem apenas Intel: entenda

Falha em processadores

Como a Intel é a maior fornecedora de chips de computadores, especialmente para servidores e notebooks, a falha tem alcance universal. A estimativa é que todos os chips da Intel desde 1995 sofrem do problema, à exceção de modelos Itanium e Atom produzidos até 2013.

Mas os processadores da Intel não são os únicos afetados. Os chips da AMD e da ARM Holding também apresentam a falha.

A fabricante dos iPhones não é a primeira a admitir que o problema com os processadores afeta seus produtos. A Microsoft já informou que vai liberar uma atualização do Windows para contornar a brecha nos computadores em que está instalado. O mesmo vai ocorrer com o Linux. A Mozilla já informou que alterar o Firefox por causa das falhas.

Spectre e Meltdown

Tanto Meltdown quanto Spectre permitem que programas maliciosos explorem brechas na forma como processadores funcionam. Por meio delas, um desses programas pode para ler a memória de outros programas e, a partir daí, acessar informações sensíveis.

A diferença entre as duas brechas é que a Meltdown é exclusiva de chips da Intel, enquanto a Spectre também atinge outros fabricantes. Outro ponto que diferencia as duas é o tipo de memória que pode ser lida.

Enquanto a Spectre permite a leitura da memória de outros programas, a Meltdown permite a leitura da memória do kernel — o “coração” do sistema operacional.

Em geral, o kernel não possui informações muito úteis, já que quase todos os dados pessoais e sensíveis ficam na memória usada por aplicativos.

O kernel, no entanto, pode conter dados técnicos relevantes para que outras brechas sejam exploradas. Além disso, quem ler a memória do kernel pode, na prática, ver qualquer outra memória do computador, o que garante um acesso mais abrangente.

A falha Meltdown é a mais grave e a mais fácil de ser explorada. Mas também é a mais fácil de ser corrigida, pois basta uma atualização do sistema operacional que roda na máquina atingida.

Já a Spectre é bastante difícil de explorar e a mais difícil de corrigir. Isso porque é provável que diversos programas tenham que seu impacto seja minimizado.

Fonte: Globo

Provas de português e redação serão aplicadas neste domingo (7), no primeiro de três dias de exames da segunda fase do vestibular 2018 da USP.

Começa neste domingo (7) a segunda fase da Fuvest 2018, o vestibular que seleciona candidatos para vagas de graduação na Universidade de São Paulo (USP). Os candidatos farão provas com questões dissertativas em três dias consecutivos, até a terça-feira (9).

Em todos os dias, os portões serão abertos às 12h30 e fechados às 13h, quando a prova terá início. A duração de cada uma é de quatro horas e os candidatos precisam ficar dentro da sala de provas até pelo menos as 15h. No primeiro dia da segunda fase, os candidatos precisam levar uma foto 3×4 recente, com ou sem data.

Neste domingo, a Fuvest aplica as provas de português e redação cada uma valendo um total de 50 pontos.

Assim como no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a redação da Fuvest também segue o modelo dissertativo-argumentativo. Segundo o Manual da Fuvest, a banca examinadora “espera que o candidato, visando sustentar um ponto de vista sobre o tema, demonstre capacidade de mobilizar conhecimentos e opiniões; argumentar de forma coerente e pertinente; articular eficientemente as partes do texto e expressar-se de modo claro, correto e adequado”.

 

Três quesitos avaliados

 

Cada prova de redação vai ser corrigida por pelo menos dois examinadores. Para definir a nota, eles levam em consideração três quesitos:

  • 1) Desenvolvimento do tema e organização do texto: Neste quesito, os examinadores avaliam se o texto segue o estilo dissertativo-argumentativo e se o candidato foi capaz “de ler e de relacionar adequadamente as ideias e informações do textos que a integram”. Além disso, os estudantes precisam mostrar a “pertinência das informações” e “capacidade críticoargumentativa”.

 

“Não se recomenda, também, que o texto produzido se configure como uma dissertação meramente expositiva, isto é, que se limite a expor dados ou informações relativos ao tema, sem que se explicite um ponto de vista devidamente sustentado por uma argumentação consistente.” (Manual da Fuvest)

  • 2) Coerência dos argumentos e articulação das partes do texto: Os avaliadores também darão nota às redações com base na “correta articulação das palavras, frases e parágrafos” do texto, além da coerência das opiniões expressas pelos candidatos.

 

“Devem-se evitar contradições entre frases ou parágrafos, falta de encadeamento das ideias, circularidade ou quebra da progressão argumentativa, uso de argumentação baseada apenas no senso comum e falta de conclusão ou conclusões que não decorram do que foi previamente exposto.”

 

  • 3) Correção gramatical e adequação vocabular: Para garantir uma nota alta, os candidatos precisam mostra rque dominam a norma-padrão escrita da língua portuguesa e demonstrar clareza na expressão de suas ideias.

 

“Serão examinados aspectos gramaticais como ortografia, morfologia, sintaxe e pontuação, e o emprego adequado e expressivo do vocabulário. Espera-se que o candidato revele competência para expor com precisão e concisão os argumentos selecionados para a defesa do ponto de vista adotado, evitando o uso de clichês ou frases feitas.”

 

Cálculo da nota

Cada um dos três quesitos pode render ao candidato uma nota que varia entre 1 e 5 pontos. Se as notas dos dois avaliadores em cada quesito tiver até 1 ponto de divergência, valerá a nota média entre as duas. Caso a discrepância seja maior, um terceiro avaliador vai corrigir a prova e decidir a pontuação em cada um dos três quesitos.

Porém, eles têm peso diferente na nota final. O quesito “Desenvolvimento do tema e organização do texto” tem peso quatro, enquanto os demais têm peso três.

Para chegar à pontuação final, os pontos são multiplicados pelo peso de cada quesito, e a nota varia entre no mínimo 10 e no máximo 50 pontos.

Motivos para nota zero

De acordo com o Manual da Fuvest, os candidatos receberão nota zero se deixarem a redação em branco, se fugiram ao tema, desenvolvendo no texto um assunto “diverso do que foi solicitado”, se não cumprirem com o tamanho mínimo exigido no enunciado ou se apresentarem desenhos e outros tipos de elementos visuais ou verbais “não relacionados com o tema da redação.

Prova de português

Além da prova de redação, os candidatos também precisarão responder a dez questões dissertativas de português, incluindo conteúdos de compreensão e interpretação de textos, gramática e literatura.

  • O que é obrigatório levar:
    foto 3×4 recente (com ou sem data)
    documento original de identidade com foto
    caneta esferográfica azul ou preta
  • Pode levar, mas não é obrigatório:
    lápis ou lapiseira
    apontador
    borracha
    régua
    compasso
    comida (água e alimentos leves)
  • Está proibido levar:
    aparelhos celulares
    qualquer tipo de equipamento eletrônico
    relógio

Fonte: Globo

Cantor está aproveitando temporada na capital fluminense

O cantor The Weeknd, que está solteiro desde outubro, quando chegou ao fim o seu namoro com Selena Gomez, está aproveitando – e muito – sua temporada no Rio de Janeiro, onde está desde as festas de fim de ano.

Na tarde de quinta-feira (4), ele foi alvo das lentes atentas dos fotógrafos, que clicaram Weeknd saindo do Sushi Leblon, na zona sul carioca, e indo embora com o carro cheio de mulheres.

The Weeknd vai embora com mulheres após almoço no Rio (Foto: AgNews)
The Weeknd vai embora com mulheres após almoço no Rio (Foto: AgNews)
The Weeknd vai embora com mulheres após almoço no Rio (Foto: AgNews)
The Weeknd vai embora com mulheres após almoço no Rio (Foto: AgNews)
The Weeknd vai embora com mulheres após almoço no Rio (Foto: AgNews)
The Weeknd vai embora com mulheres após almoço no Rio (Foto: AgNews)
The Weeknd vai embora com mulheres após almoço no Rio (Foto: AgNews)
Fonte: Globo

Brincadeira foi publicada no Instagram Stories da apresentadora

As comemorações de fim de ano em Fernando de Noronha ainda não terminaram — pelo menos não para Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso. O casal apaixonado pela ilhota brasileira ainda não arredou os pés do paraíso praiano e continua a se divertir. Desta vez, a apresentadora e o ator fizeram uma brincadeira no Instagram Stories de Gioh, que publicou uma foto beijando o amigo Leo Fuchs.

Entretanto, o “detalhe” mais divertido do clique é ver Bruno indignado com o beijo que está acontecendo atrás de você. Mesmo sendo brincadeira, a foto, com certeza, rendeu boas risadas aos seguidores do casal.

Fonte: Globo

ACOMPANHE-NOS